O que me fez passar pela transição capilar e big chop



Olá amores, como estamos? Espero que muitíssimo bem, pois pra mim o bem estar de vocês é extremamente importante. Para quem acompanha a purpurinada aqui 😶 sabe que eu fiz o BC a quase 1 mês, eeeeeee, vou trazer um vídeo com mais detalhes, tá? Prometido. 

O BC significara Big Chop que nada mais é na nossa língua portuguesa Grande Corte, que é quando você na transição opta por tirar toda a parte alisada do cabelo e deixa somente o que é seu cabelo mesmo.

Não foi uma decisão tão difícil pra mim, mais difícil que o BC eu considero a transição capilar, mas também passei por ela tranquilamente. Eu acho fundamental passar por todas as fases, sabe? Transição, grande corte e depois atingir o resultado esperado, quem me conhece beeeemmm, mas bem mesmo, sabe que alguns anos atrás eu era super contra transição e BC, abominava a ideia de ter o cabelo crespo ou curtinho d+, porém eu cresci, amadureci e e me aceitei e foi isso que me fez levar a tudo isso. Por incrível que pareça, minha mudança começou com o cabelo, depois meu jeito de levar a vida e hoje me sinto uma mulher cheia de defeitos, mas uma mulher bem mais madura, dizem que aos 25 anos nos tornamos mulher, agora eu realmente me sinto uma, antes eu estava confusa, agora estou bem certa das minhas decisões e escolhas.

Bom, de fato passei por muitas coisas complicadas de 2015 a 2016, estava em uma fase extremamente difícil da minha vida, foram muitas decepções, com relacionamentos, amigos, família e a questão da aceitação, vira e mexe eu vinha aqui no blog e fazia algum texto melancólico e de desabafo. 

Eu estava confusa, muito confusa sobre mim eu queria saber quem eu era, o que estava se passando na minha cabeça e em meu coração, foi uma fase muito complicada que não requer tantos detalhes aqui, mas são coisas que muitas pessoas passam ou já passaram. No início desse ano tomei a decisão de mudar, de tornar o meu 2017 melhor que aquele ano complicado que foi 2016, foi quando eu decidi ser mais firme nas minhas escolhas, reavaliar toda a minha vida e tudo começou com a transição capilar, eu precisava me apegar em algo que me fortalecesse, em algo que eu fosse até o fim, fui sem pensar e quando eu vi estava eu deixando a química de lado, depois a chapinha, secador e as mudanças acontecendo. 

Um tempo depois eu me reavaliei novamente e estava lá uma Keylla mais firme, mais decidida, segura de si e recuperada de todas as feridas, 7 meses de transição a raiz do meu cabelo começou a me incomodar e foi ai que vi que precisaria cortar meu cabelo, vi vários cortes e todos me levavam ao corte bem curtinho, meu cabelo ficaria um blackzinho redondinho, outro choque e outra mudança bem radical, só que essa Keylla, ah, essa Keylla já estava preparada, confiante, bem firme e decidida.

Chegou o grande dia e esse dia eu não só cortei o cabelo no grande corte eu cortei junto todas as mágoas, rancor, medo, insegurança, tristeza, falta de aceitação e eliminei de vez aqueles momentos dificeis que 2015 fez questão que eu passasse, cortei a lembrança que 2016 me martirizava e deixei brotar uma nova vida e uma nova chance que 2017 me proporcionou, hoje me considero mais forte e bem comigo mesmo, graças a transição, graças ao meu BC, graças ao meu amadurecimento e aceitação. 

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. O importante é estar bem consigo mesmo! E você está mega radiante!

    Um beijo e até mais :)
    • www.youtube.com/deixeapenasfluir •

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Volte sempre!